Agenda Geral | Comitês

<Janeiro/2021>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31
<Janeiro/2021>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

SIMA e CONDEMAT assinam contrato para estudo de disponibilidade hídrica subterrânea

29/12/2020 - Categoria: Informes

No dia 07/12, durante a comemoração dos 10 anos de criação do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê – CONDEMAT, o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA), Marcos Penido, e o secretário municipal do Verde e Meio Ambiente de Mogi das Cruzes, Daniel Teixeira de Lima, anunciaram um contrato para mensuração de disponibilidade hídrica subterrânea na região.

O projeto terá investimento de R$ 1,5 milhão do Fundo Estadual de Recursos Hídricos – FEHIDRO, sem contrapartida, exclusivamente para a elaboração de estudos hidrogeológicos de disponibilidade de águas subterrâneas e determinação do uso atual de água na agricultura irrigada, com vistas à identificação de novas ofertas para a redução da demanda superficial do setor hortifrutigranjeiro na Área de Proteção e Recuperação de Mananciais do Alto Tietê/Cabeceiras.

partir da assinatura do contrato, o CONDEMAT está autorizado a abrir a licitação para contratação dos estudos, sendo o Departamento de Águas e Energia Elétrica – DAEE o agente técnico que acompanhará toda execução do projeto. A expectativa é de que os trabalhos comecem no início de 2021, a liberação da primeira parcela dos recursos será após validação das propostas apresentadas.

Segundo o secretário da SIMA, Marcos Penido, o estudo visa auxiliar os agricultores a utilizarem os recursos hídricos da região de maneira sensata inteligente e equilibrada. “É um projeto onde vamos garantir e entender a quantidade de água subterrânea que temos e a melhor forma de extraí-la para produções da agricultura, sem prejudicar a fonte de riqueza e de desenvolvimento desta região”, explicou Penido.

Nesta região encontra-se a Área de Proteção e Recuperação de Mananciais do Alto Tietê Cabeceiras (APRM-ATC) e, também, situa-se o Sistema Produtor do Alto Tietê (SPAT). A agricultura é uma das principais bases da economia nos municípios do CONDEMAT. O Alto Tietê é Cinturão Verde do Estado e a produção regional é destaque nacional.
Os trabalhos em campo incluem investigação geológica, inspeção técnica nos poços, cadastros de poço e de propriedade rural e análise química. A cartografia será em duas escalas: Uma na escala 1:25.000 onde serão representados os temas de caracterização geral, compilação da geologia, feições tectônicas  e estruturais, com apoio de geoprocessamento de imagens de satélite e outros recursos. Outra na escala 1:10.000 (ou maior) para as áreas onde serão realizados os estudos geológicos detalhados.

CONDEMAT – 10 anos

Na segunda-feira (7) o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê – CONDEMAT comemorou 10 anos de criação com evento em Mogi das Cruzes.
A celebração contou com uma retrospectiva, além de homenagens aos presidentes que estiveram à frente do consórcio nessa década e palestras com a coordenadora do Observatório do Futuro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Manuela do Prado Leitão, e com a secretária estadual de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen. Os temas contemplaram os impactos da pandemia na Agenda 2030 dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e as perspectivas/desafios para os municípios no próximo ano.

“Nestes 10 anos o CONDEMAT avançou na integração do Alto Tietê e na articulação com outras esferas de governo, consórcios, entidades e associações. Essa soma de esforços tem sido fundamental para as conquistas e para consolidar o desenvolvimento regional”, ressaltou o presidente do Consórcio, Adriano Leite.

O CONDEMAT conta com a participação de 12 municípios (Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Branca, Santa Isabel e Suzano), e representação de mais de três milhões de habitantes.

Fonte: SIMA