Agenda Geral | Comitês

<Dezembro/2022>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
<Dezembro/2022>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Combate às perdas: SAAE vai implantar sistema de macromedição e telemetria

29/06/2022 - Categoria: Informes

Seguindo o Plano Municipal de Saneamento Básico aprovado em 2021, que prevê como meta a redução das perdas de água que ocorrem durante a distribuição a um índice de 20% até 2040, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Salto inicia neste mês a implantação de reforço na tecnologia de macromedição e telemetria da sua rede.

Quatorze macromedidores de vazão serão instalados em pontos estratégicos do município. Semelhantes a hidrômetros comuns, mas com um diâmetro e capacidade de vazão maiores, os macromedidores permitem calcular a quantidade de perdas em um percurso a partir da diferença entre a água que passa por seus sensores e a que é registrada depois pelos hidrômetros dos imóveis (micromedidores).

Esses dados serão então enviados ao Centro de Controle Operacional (CCO) por quatro unidades de telemetria, que também serão instaladas pela empresa contratada, e a partir do cruzamento dessas informações será possível determinar o perímetro em que a perda está acontecendo.

Além da detecção de vazamentos e problemas de perdas na tubulação, esse monitoramento vai ajudar o SAAE na identificação dos pontos em que possivelmente existam hidrômetros com leitura defeituosa e ligações de água inativas ou fraudulentas.

PERDAS NO MUNICÍPIO DIMINUÍRAM NOS ÚLTIMOS CINCO ANOS – No Brasil, o índice de perdas de água potável durante a distribuição chega a 40,1%, segundo levantamento do Sistema Nacional de Informações Sobre o Saneamento (SNIS) de 2021.De 2016 a 2021, ainda de acordo com dados do SNIS, Salto conseguiu reduzir de 44,05% para 38,40% o seu índice.

Essa redução se deve a diversas ações e obras feitas pelo SAAE, como a substituição de 3.918 hidrômetros com mais de cinco anos de uso e a aquisição e instalação de mais de 39 estações piezométricas nos seus reservatórios de água. As estações piezométricas permitem, dentre outras funções, monitorar a pressão do sistema de distribuição de água e com isso prevenir o rompimento de tubulações.

RECURSOS – O investimento total para a implantação da setorização, dos macromedidores e da telemetria será de 4.620.824,38. A maior parte dessa verba virá do financiamento de R$ 3.101.404,70 do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO), obtidos pelo SAAE através de apresentação e aprovação do projeto junto ao Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (CBH-PCJ), que o SAAE complementará com R$ 1.519. 419,68, como contrapartida.

Fonte: SAAE