CBH-TG

Agenda Geral | Comitês

<Outubro/2017>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
<Outubro/2017>
DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Apresentação

O Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Turvo e Grande (CBH-TG) foi criado em 30/12/91, constituído em conformidade com a Lei nº 7663/91. Sua instalação se deu em 15/12/95, com o objetivo de ser um instrumento de desenvolvimento regional e proteção ambiental da bacia, partindo do princípio de gestão tripartite integrada entre estado, município e sociedade civil, somando esforços técnicos e políticos no enfrentamento das problemáticas regionais. O Comitê localiza-se na região Noroeste do estado de São Paulo e abrange em seu  território 66 municípios que estão posicionados sobre três importantes unidades de aquíferas subterrâneas: Serra Geral, Guarani e Bauru, sendo o último o que ocupa 90% de toda a área e é também o mais explorado. A Secretaria Executiva do Comitê localiza-se em São José do Rio Preto. A Bacia apresenta problemas ambientais de degradação dos recursos hídricos superficiais associados a uso e ocupação inadequados do solo. As principais atividades econômicas da região são agrícolas e industriais.

CARACTERÍSTICAS GERAIS
Área de drenagem1: 15.925 km²
População21.220.474 habitantes
Principais rios3Rio Turvo, Rio Grande, Rio São Domingos, Ribeirão da Onça, Rio Preto e Rio da Cachoeirinha.
Principais atividades econômicas4: No setor primário, destaca-se a cultura de cana-de-açúcar. Há também pastagem para criação de bovinos e culturas perenes (como laranja, café, banana, uva e seringueira). No setor secundário destacam-se os segmentos de indústria e construção civil. No setor terciário, atividades de comércio, serviços e administração pública.
Vegetação remanescente5: Apresenta 1.110 km² de vegetação natural remanescente que ocupa, aproximadamente, 7% de sua superfície. As categorias de maior ocorrência são Floresta Estacional Semidecidual, Formação Arbórea/Arbustiva em Região de Várzea e Savana.
Unidades de Conservação6EE do Noroeste Paulista, EE de Paulo de Faria e RB Pindorama.

Fontes: 1. PERH, 2006; 2. SEADE, 2009; 3 e 4. Relatório de Situação de Recursos Hídricos de Bacias, 2010; 5. IF, 2009; 6. FF, 2008; FF, 2009; ICMBio, 2009.
Legenda: APA – Área de Proteção Ambiental; ARIE – Área de Relevante Interesse Ecológico; EE – Estação Ecológica; FE – Floresta Estadual; PE - Parque Estadual; RB – Reserva Biológica; RPPN – Reserva Particular do Patrimônio Natural.

MUNICÍPIOS
Álvares Florence, Américo de Campos, Ariranha, Aspásia, Bálsamo, Bebedouro, Cajobi, Cândido Rodrigues, Cardoso, Catanduva, Catiguá, Cedral, Cosmorama, Dolcinópolis, Embaúba, Estrela D’Oeste, Fernando Prestes, Fernandópolis, Guapiaçu, Guarani D’Oeste, Indiaporã, Ipiguá, Jales, Macedônia, Meridiano, Mesópolis, Mira Estrela, Mirassol, Mirassolândia, Monte Alto, Monte Azul Paulista, Nova Granada, Novais, Olímpia, Onda Verde, Orindiúva, Ouroeste, Palestina, Palmares Paulista, Paraíso, Paranapuã, Parisi, Paulo de Faria,  Pedranópolis,  Pindorama, Pirangi, Pontes Gestal, Populina, Riolândia, Santa Adélia, Santa Albertina, Santa Clara D’Oeste, Santa Rita D’Oeste, São José do Rio Preto, Severínia, Tabapuã, Taiaçu, Taiuva, Tanabi, Turmalina, Uchoa, Urânia, Valentim Gentil, Vista Alegre do Alto, Vitória Brasil, Votuporanga

PARA MAIS INFORMAÇÕES, ACESSE O SITE DO COMITÊ: http://www.comitetg.sp.gov.br